segunda-feira, agosto 21, 2006

Super Poderes

Não tenho uma explicação razoável mas continuo a ser um fervoroso adepto dos filmes de Verão de Hollywood. É claro que no meio de tantas estreias e de tantos efeitos especiais apanho banhadas monumentais que me deixam deprimido e bastante aborrecido por ter gasto dinheiro em tal mediocridade. É que o dinheiro, já se sabe, custa a ganhar e 5 Euros sempre dão jeito para outras despesas. Bem me avisa o cigano que costuma rondar o supermercado onde faço as compras:
- Dois filmes por 5 euros! Não quer? Leve que é barato. Vieram da América! Ai!
Seja como for, a verdade é que este fim-de-semana, imbuído pelo espírito dos cartazes que por aí andam, fui ver o tão afamado Super-Homem. Nunca fui um apreciador de tal herói. Nem em criança lhe achei piada. São poderes a mais. O raio do homem apaga um fogo com um sopro, destrói pedras com um olhar e dá à volta ao mundo em 5 segundos. Ainda por cima, basta-lhe colocar uns singelos óculos à totó para não ser reconhecido na rua. Em contrapartida também não tem uma vida amorosa por aí além, quer dizer, pelo menos é o que dizem, mas pelas figuras ridículas que faz atrás dessa Lois Lane, é bem provável que tenham razão.
Infelizmente, não tenho uma opinião muito formada do filme porque o desassossego que se viveu naquela sala da Lusomundo era tanto, que uma pessoa estar ali ou numa praia da Costa era a mesma coisa. Mas a ideia que tive, dos poucos momentos em que me deixaram assistir descansado à projecção, foi que este filme de Bryan Singer é um bom filme.
Existem mesmo momentos brilhantes, como a ideia de colocar o Super-Homem, tal e qual um Deus, pairando sobre o planeta Terra ouvindo os pedidos de socorros dos terráqueos em apuros.
O Super-Homem é forte, não há que o negar. É o salvador de todos os males e se, por inexplicável obra do destino, me fossem a mim facultadas as suas capacidades de super-herói, haviam de ver aquilo que eu era capaz de fazer pelo mundo.
A nível pessoal, qualquer gajo que me buzinasse no trânsito levava logo uma arrochada que ficava desmaiado dois dias no asfalto para aprender a conter a pressa. O armário musculado do meu vizinho de cima, cada vez que batesse na mulher tinha de prestar contas logo ali com o Hugo.
- Porque é que não bate em alguém do seu tamanho?
O gerente do banco, onde tenho a minha conta, se não me baixasse o Spread, queimava-lhe todos os papéis da agência bancária com um simples olhar.
Em Portugal deixava de haver fogos. Era ponto assente. Andava sempre de vigia. Qualquer coisa que aparecesse, lá ia eu a voar para soprar a desgraça das matas. Patrulhava também a linha ferroviária de Sintra. Se surgisse algum gang mal intencionado, cada elemento do mesmo levava um chapadão bem assente na cara que no dia seguinte estavam todos na bicha do centro de emprego dispostos a tudo para melhorar de costumes.
Também iria despender alguma atenção ao conflito no médio oriente. Acabavam-se as guerras. Fanava os mísseis aos americanos e israelitas e a dinamite aos islâmicos. Depois queria ver as desculpas que davam para aumentar o preço do petróleo. Era um justiceiro, o homem mais forte do mundo, o planeta iria ter confiança em mim, iria venerar-me e seria capa da Time.
- Ó Hugo, abre-me aqui o frasco de Maionese que eu não estou a conseguir...
Não sei o que raio fazem nas fábricas de embalagens, devem ser os chineses mais a mania deles de fabricar tudo a baixo custo que apertam as tampas com uma tal força que depois um gajo, para as abrir, se vê à rasca.- Deixa estar, pronto, não tentes mais que eu peço ali ao nosso vizinho de cima para a abrir. Não fiques com essa cara que eu digo que ainda não chegaste a casa.


4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

:0 o hugito, essa do re(kent)ado tar a pairar sobre a Terra e do tempo da cachucha.. ainda nao tive coragem de ver o filme y sei q nao vou ter (faltame os xuper podeiris da paciencia..), mas la q o rapaz y rapariga sao um dramatico exemplo de casting de lunaticos desprovidos de senso.... ups perdi o raciocinio.. aahhh foi a criptonite em forma de cinema enlatado..

11:17 da manhã  
Blogger jorgeferrorosa said...

Encontrei o teu blog ao acaso, confesso que gosteu. Muito interessante. passarei a ler melhor os teus escritos.
Um abraço
Caderno da Alma

11:53 da tarde  
Blogger 1dj02hsq said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

1:37 da manhã  
Blogger wfq1t14 said...

hey, I just got a free $500.00 Gift Card. you can redeem yours at Abercrombie & Fitch All you have to do to get yours is Click Here to get a $500 free gift card for your backtoschool wardrobe

1:45 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home